15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://blog.nitronews.com.br 300 true
capa-como-usar-conteudo-gerado-usuario

Como usar o conteúdo gerado pelo usuário na sua estratégia de Marketing?

Se você é um profissional interessado em descobrir e explorar novas técnicas para reforçar o Marketing da sua empresa, certamente já ouviu falar em UGC. A sigla resume a expressão em inglês User Generated Content, e se refere aos conteúdos criados pelos usuários da sua marca.

O uso do conteúdo gerado pelo usuário ganhou gás com a popularização das redes sociais, onde os internautas compartilham muito sobre suas vidas – inclusive sobre os produtos e serviços que consomem.

Quando as marcas passaram a utilizar esses conteúdos, seja em reposts nas redes sociais ou em outros materiais, os consumidores passaram a se sentir valorizados e reconhecidos pelas empresas. Ou seja, é o tipo de conteúdo que só traz benefícios.

As vantagens de usar conteúdo gerado pelo usuário na sua estratégia

vantagens-conteudo-gerado-usuario

Além de ter um conteúdo que não custa nada para a sua empresa produzir, o conteúdo gerado pelo usuário também agrega prova social aos seus produtos ou serviços. Como já vimos em outros posts sobre os gatilhos que desencadeiam compras, saber que outras pessoas compraram e aprovaram os seus produtos pode ser um estímulo e tanto para a decisão de compra.

E o poder do boca a boca após a postagem de um conteúdo gerado pelo usuário também é enorme: além da sensação de reconhecimento, os autores das fotos ou textos também tendem a compartilhar o “feito” com amigos e familiares nas redes sociais. Com esse tipo de conteúdo os usuários passam a agir como advogados da marca, e o alcance da sua empresa aumenta consideravelmente de uma maneira bastante econômica.

O conteúdo gerado pelo usuário é uma excelente ferramenta para a fidelização dos consumidores, e pode ser o primeiro passo para um relacionamento duradouro com os seus leads: pesquisas recentes revelaram que 93% dos consumidores acham o UGC útil na hora de decidir uma compra, e 86% dos millenials consideram o conteúdo gerado pelo usuário um indicador-chave da qualidade de um produto.

O melhor é que o conteúdo gerado pelo usuário não precisa substituir nenhuma de suas estratégias de Marketing. Ele vem para somar à sua divulgação! Mas como adotar o UGC na sua estratégia? É o que veremos agora!

Como usar o conteúdo gerado pelo usuário na sua estratégia

Existem diversas maneiras com que você pode se beneficiar pelo conteúdo gerado pelo usuário. Hoje vamos listar algumas, para que você se inspire e comece a adotar essa estratégia na comunicação da sua marca. Confira e veja qual pode funcionar melhor na sua empresa:

– Reviews em vídeo

reviews-video

A gente entende que essa estratégia pode ser a mais difícil de implementar, mas garantimos que o esforço vai valer a pena. Reviews  de produtos e serviços em vídeo são extremamente eficientes, e podem fazer a diferença no momento do seu cliente decidir fazer a compra.

Os reviews em vídeo não precisam de uma produção profissional. Muito pelo contrário: quanto mais as pessoas se identificarem com o que estão assistindo, maiores as chances de serem convencidas dos benefícios do seu produto.

Os vídeos providenciam a prova social que você precisa de uma maneira imbatível: ver e ouvir uma pessoa falando do seu produto é muito mais eficiente do que ler um review escrito (que pode ser facilmente falsificado, né?) no seu site.

Providencie diversos reviews para cada produto: teóricos da psicologia do consumidor afirmam que as pessoas tendem a acreditar mais em pessoas fisicamente parecidas com elas. Então tenha vídeos de pessoas das mais variadas idades, raças e características físicas.

Mas como conseguir esses vídeos? Peça aos seus clientes mais fiéis!

– Repost de fotos no Instagram

repost-foto-instagram

O Instagram é uma excelente ferramenta para tanto localizar quanto para repostar conteúdo gerado pelo usuário. Ao criar uma hashtag exclusiva para a sua marca, você será capaz de localizar facilmente as fotos postadas pelos seus seguidores, e usá-las no seu próprio perfil.

Existem aplicativos criados exatamente para esse fim, como o Repost.

Escolha fotos de boa qualidade, que destaquem o seu produto. E não deixe de mencionar a @ do usuário que postou a foto, para que ele tenha conhecimento e possa se sentir valorizado.

Caso você atue na prestação de serviços, não precisa se desesperar. Com um pouco de criatividade é possível usar conteúdo gerado pelo usuário no Instagram também. O Buffer, um serviço de agendamento de posts nas redes sociais, posta fotos de viagens dos seus usuários. Dessa maneira eles mostram que facilitam o trabalho dos nômades digitais, profissionais que trabalham enquanto viajam.

– Concursos de fotos e vídeos

concursos-fotos-videos

Concursos culturais podem ser bem trabalhosos no Brasil, já que devem ser registrados junto à Caixa Econômica Federal, mas rendem resultados sensacionais. Os usuários costumam se atrair por prêmios que eles teriam dificuldade de comprar por conta própria.

E os concursos de fotos e vídeos são os mais populares: os usuários postam fotos ou vídeos de acordo com a temática do concurso e fazem campanha para conquistar likes e views. Você pode criar uma plataforma própria para receber o conteúdo, ou então usar as redes sociais, como Instagram ou Pinterest.

Por exemplo, a Shoeboxed (uma empresa de digitalização) fez um concurso para quem postasse a foto da mesa mais bagunçada e obtivesse mais repins no Pinterest. Isso fez com que a ação viralizasse, já que os repins podem ser visualizados por todo mundo que segue as contas na rede social.

Os cuidados com o conteúdo gerado pelo usuário

cuidados

Como vimos anteriormente, o conteúdo gerado pelo usuário pode fazer maravilhas pela sua marca. Mas esse recurso também requer alguns cuidados, já que o conteúdo produzido pelos seus clientes muitas vezes não é condizente com a identidade da sua marca.

Por isso, é interessante que haja uma curadoria constante das postagens antes que elas apareçam no site ou redes sociais da sua empresa. Instale mecanismos de aprovação, e não permita que os consumidores postem diretamente em seu ambiente.

Também tenha cuidado com hashtags que podem ser usadas em temas polêmicos: uma # criada pelo McDonald’s, #mcdstories, ainda é hoje para reclamações e debates sobre alimentação saudável. Por isso, se o seu produto pode causar polêmicas, talvez seja melhor não incentivar conteúdo gerado pelo usuário.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário abaixo!

plataforma-anuncio-spotify
Post anterior
Spotify lança nova plataforma para anúncios
aproveite-feiras-eventos
Próximo post
Aproveite feiras e eventos para aumentar as vendas