15 49,0138 8,38624 1 0 4000 1 https://blog.nitronews.com.br 300 true

NFTs e Cryptogames

Sem dúvida, o mundo está mudando rapidamente e novas tecnologias surgem diariamente. Quem lembra do surgimento do bitcoin nos idos de 2009 deve também se recordar de que poucas pessoas acreditavam no sucesso em longo prazo.

Porém, é inegável que essa tecnologia revolucionou o mercado, e a blockchain já está em teste até mesmo em esferas públicas, além de um mercado de capitais em rápido processo de consolidação.

Agora, mais um termo surgiu e ganhou destaque para complementar esse mundo, os NFTs, que, impulsionados pelos cryptogames, conquistaram seu espaço, e podem ser uma disrupção na maneira como faremos negócios no futuro.

Com isso, criamos um conteúdo exclusivo para destrinchar todos esses termos, explicando o que são NFTs e Cryptogames, e como isso pode impactar até mesmo pequenas empresas. Confira.

O que é uma blockchain?

Os termos criptomoeda, bitcoin, blockchain, aos poucos, estão caindo no vocabulário popular devido a criação de um mercado altamente estruturado no setor, com grandes empresas de tecnologia apostando no nicho. No entanto, é difícil explicar em palavras o que isso significa.

Blockchain pode ser compreendido como um complexo sistema composto por computadores ao redor do mundo, conectados pela internet, que é capaz de registrar todas as transações de um ambiente virtual. Esse conceito é diferente de bitcoin, sendo esse uma moeda digital, ou criptomoeda, que usa uma blockchain para circular.

Para deixar mais claro, vamos imaginar um conjunto de rodovias que conectam o mundo todo, e cada carro leva dentro de si materiais da parte em que são produzidos até um cliente.

Imagine que esses materiais são altamente valiosos, e precisam ser acompanhados durante todo o trajeto. Então, cada carro é verificado por postos de controle, ou máquinas espalhadas pelo planeta, que avaliam o material, verificam e lacram um selo composto de letras e números.

No entanto, diversos carros são necessários para carregar toda a matéria-prima. Uma maneira de garantir a integridade é que, o carro seguinte, que pegará o material do anterior, carregue consigo o registro de quem entregou essa encomenda. Assim, ele carrega um código próprio, e também o código do outro.

Tudo isso fica anotado em um livro, não informando quem fez o que, mas o momento em que as transações aconteceram e os códigos associados a ela.

Levando de volta para o mundo cripto, as rodovias são a internet, e os carros que carregam informações, os blocos hash. Porém, o poder computacional necessário para criptografar esses materiais é absurdo, então, quem o faz é remunerado por isso. Essas máquinas ao longo da rodovia, são os mineradores.

Perceba que, no início um carro sai sozinho, mas no final, vários estarão em fila para entregar seus materiais, carregando os códigos de todos os que vieram antes. Dessa forma, os carros, ou blocos, formam uma cadeia de blocos, ou blockchain.

Traduzindo em miúdos, blockchain é a união entre todos os blocos de informação, registrando o horário em que eles trocaram de mãos.

Todos esses conceitos foram apresentados ao mundo em 2009 por Satoshi Nakamoto, pseudo criador do bitcoin em um artigo publicado online.

Afinal, o que NTFs e cryptogames tem a ver com isso?

Precisamos seguir essa linha de raciocínio para que você compreenda em detalhes a revolução que está acontecendo no mundo digital, e que pode ter grandes implicações no mundo real.

NTF é uma tecnologia desenvolvida em redes de blockchain que significam Non-Fungible Token, em tradução direta, Tokens não-fungíveis. Para entender, precisamos primeiro definir o que é um token fungível.

Um bem fungível é aquele que pode ser trocado por outro de mesma natureza sem alterar o seu valor intrínseco. O dinheiro é o maior exemplo disso. Se você tem uma moeda desgastada de R$ 1, pode trocar por outra novinha em folha que nada muda. Você continua tendo o mesmo valor, assim como a outra pessoa que participou da negociação.

Agora, pense na obra de Leonardo Da Vinci, como os quadros da Monalisa e A última ceia. Ambos são obras de arte, são pinturas em óleo, produzidas mais ou menos no mesmo período e pela mesma pessoa. No entanto, não podemos trocar um pelo outro. Cada quadro possui um valor diferente.

Nesse caso, as obras de arte são bens não-fungíveis. A palavra token se refere aos bens que são puramente digitais. São ilustrações, memes, e até mesmo contratos.

A grande expectativa, para a economia, é que no futuro os NFTs negociados via blockchain se tornem a nova maneira de fazer negócios. Pense, por exemplo, na venda de uma casa. Você pode vender o imóvel, passar a escritura para o nome do comprador, e ele paga. E se ele não pagar? E se ele pegar a escritura e sair correndo?

Esse exemplo absurdo serve para ilustrar o poder dos NFTs. Com a escritura criptografada em uma cadeia de blocos, você tem a segurança de que receberá o dinheiro, uma vez que o documento só é transferido no momento em que ambas as partes concordam. O melhor de tudo isso é que não há nenhum intermediário, reduzindo muito os custos das transações.

Absolutamente tudo na internet pode ser transformado em uma NFT, até mesmo o primeiro tweet do fundador da rede social já passou por isso.

Os cryptogames são os precursores de uma nova tendência. Nesses jogos os personagens, cenários e tudo o que há neles pode ser facilmente transformado em um NFT para ser vendido mais tarde.

Como funcionam os Cryptogames?

Existem inúmeros cryptogames no mercado, e alguns já estão dando o que falar. Para exemplificar e deixar ainda mais claro o tema, explicaremos o método de funcionamento do Axie Infinity, o jogo em NFT mais conhecido.

É como se você se tornasse um caçador de Pokémons. Ao longo do jogo, realizando tarefas e participando de batalhas, adquire alguns personagens que são comuns a todos os jogadores, no entanto, eles são NFTs que pertencem somente a você.

É uma opção sua treinar esses personagens, utilizá-los para subir de nível e personalizá-los conforme as suas conquistas. Dessa forma, com o tempo eles vão se tornando cada vez mais únicos e exclusivos.

Na plataforma do Axie Infinity, os personagens podem, inclusive, em pares, gerar “filhos”, esse processo é chamado, na linguagem do cryptogame, de breedar. Assim, novos NFTs são criados.

Pense agora em quem está começando o jogo e não consegue vencer batalhas porque seus personagens são muito fracos (e aqui está a inovação). É possível que os usuários comprem os personagens de outros, e por NTF, passam a ser de propriedade exclusiva do comprador.

Ou seja, são jogos que além de terem uma interface própria dos games, com missões, estratégias e personagens, podem ser uma fonte de renda para os jogadores. Todas as transações são realizadas por criptomoedas que podem ser convertidas para dinheiro real.

O Axie Infinity em si é pago. O primeiro passo é configurar uma carteira digital, comprar moedas do jogo para então começar os seus experimentos. São essas moedas novas entrando, que garantem a liquidez das vendas, ou seja, a capacidade de transformar a criptomoeda em moeda fiduciária. O preço de entrada é de US$ 1.200, que te dão 3 personagens, ou Axies, que são o mínimo para entrar na plataforma.

NFTs e Cryptogames possuem valor real?

Acredite, não se sabe. Nem mesmo os especialistas no setor chegaram a um consenso sobre o valor real dessas tecnologias. É um fato que elas têm potencial de mudar o mercado, mas nada é garantido.

As dúvidas surgem de uma questão puramente filosófica. O que é valor? Nós não paramos para pensar com cuidado pois o dinheiro simplifica muito as coisas, mas o valor é subjetivo.

Vamos propor um exercício mental. Se você comprasse um anel com uma pedra bonita por R$ 100, e mais tarde descobrisse que aquela pedra, na verdade, é um diamante que vale R$ 1500, você venderia? Provavelmente não!

Agora, você compraria o mesmo anel por R$ 1.500? Provavelmente não!

Isso é explicado por Daniel Kahneman na sua obra Rápido e Devagar. Esse é um viés cognitivo que faz com que as pessoas deem mais valor para aquilo que é delas. Percebe como um mesmo objeto possui valores diferentes de acordo com o contexto?

O único consenso que existe é que muitas pessoas se tornaram milionárias nesse universo, e muitas irão quebrar a cara. Os NFTs agora são a febre, mas a maior parte deles tende a zero no futuro.

Vamos retornar à Monalisa. Em 1911, um italiano chamado Vicenzo Peruggio entrou no Louvre à noite e roubou o quadro. O sumiço só foi contabilizado no dia seguinte, e a partir desse episódio, seu preço disparou e se tornou uma das obras mais valiosas e conhecidas da humanidade.

O mesmo acontecerá com algumas NFTs. Certos bens digitais carregarão um valor intrínseco ad eternum, enquanto outros serão relegados ao esquecimento. Então, porque investir nessa área tão incerta?

O que os NFTs e Cryptogames podem se tornar?

É um fato que a criação das blockchains certamente mudará o mundo nos próximos anos. Ainda, com a crescente criação de NFTs e a popularização dos cryptogames, mais pessoas podem ter acesso a esse mundo digital.

Aqui, listamos algumas das previsões que, aos poucos, estão se confirmando.

Cards colecionáveis

Pense, por exemplo, nos álbuns de figurinha da copa do mundo. Atualmente um livro completo pode ser vendido por até R$ 1 mil de acordo com levantamento da revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios (PEGN).

Os NFTs possuem como principal tendência a chance de se tornarem ítens colecionáveis. Apesar de podermos tirar print da tela, copiar e colar imagens, elas não são nossas verdadeiramente. Quem possui o código fonte que identifica esses bens na rede, são os reais donos.

Dessa maneira, os personagens do Axie Infinity, ou figurinhas digitais de celebridades, ou até mesmo algumas criptomoedas, podem se tornar ítens de colecionador.

Transações no metaverso

É impossível falar de metaverso sem tocar nos assuntos de criptomoedas e NFTs. Imagine que você visita a casa virtual do seu amigo e fica apaixonado com uma obra de arte digital que está exposta em uma parede.

Ele pode vender a você por um preço lucrativo, tudo via NFT, de modo que esse bem digital passa a ser uma propriedade sua, e ele não poderá mais exibir na própria parede sem uma autorização, e mesmo assim, ficará claro que é uma cópia.

Na verdade, especialistas apontam que o metaverso pode criar uma gama de novos empregos, como artistas digitais, arquitetos de realidade aumentada para a decoração de interiores. Um amplo espectro de possibilidades, todas permeadas por essas tecnologias que parecem distantes, mas já fazem parte da realidade.

Indústria do entretenimento

Invariavelmente, quando buscamos a história de um artista que gostamos, há uma briga com empresários ou gravadoras, como em todos os setores da economia. Afinal, mesmo com a internet é difícil para um artista independente publicar suas obras sem correr o risco de plágio e pirataria.

Com os NFTs, essa categoria pode ser altamente beneficiada. Ao publicar um álbum, por exemplo, ele pode ser associado a uma criptografia digital que garante a propriedade intelectual do artista.

Pense nos filmes. Quanto tempo faz que você não pega um DVD nas mãos, ou indo mais longe ainda, uma fita de vídeo. Hoje as obras do cinema são totalmente digitais, vide o crescimento dos serviços de streaming.

Com as produtoras tendo as próprias plataformas, algumas abrem mão até mesmo de ir para o cinema devido ao alto custo e retorno baixo comparado com o meio digital. Esses arquivos também podem se tornar NFTs e mudar a indústria do entretenimento.

NFTs e Cryptogames

Sem dúvidas o mercado dos games foi o precursor de grande parte dessas novas tecnologias que estão invadindo todos os setores da economia. Esses jogos virtuais são, além de diversão, uma maneira de gerar receita e criar um complexo mercado que influencia até mesmo as marcas já consolidadas.

Trata-se de tecnologias muito recentes, mesmo considerando a percepção de tempo da internet. Desse modo é impossível cravar qual é o futuro dessas inovações, porém, sabemos que é promissor e muitas mudanças estão por vir.

Post anterior
Inteligência Artificial: tendências para este ano de 2022
Próximo post
Calendário de Marketing Março de 2022

0 Comentário

    Deixe uma resposta

    Aprenda sobre marketing digital!

    Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

    Email cadastrado com sucesso!